Comportamento

Será que meu consumismo é patológico?

10:34:00 Lucy Viana 6 Comments

Shopping woman


Olá meninas!

Eu comecei um assunto ontem e tenho que continuar, até mesmo porque muitas vezes precisamos de ajuda e não sabemos.

Falei sobre o consumo sem qualidade, inevitavelmente quando compramos só pelo fato de comprar, a qualidade muitas vezes vai por agua a baixo ou mesmo o produto não é certo a você, ou porque já tem ou porque não precisa.

Eu já pensei isso e fiquei mesmo com medo de estar extrapolando meus limites, mesmo tendo produtos e ganhando eu acabo comprando mais, claro que a consciência pesa e a única coisa que pensa é… Isto foi bom pra mim?

Pesquisei sobre o consumismo fora de controle e achei uma coisa interessante na revista Isto É:
O financiamento, pré-aprovado, é quase ilimitado. Para quem sabe gerir dinheiro, isso significa boas oportunidades. Para quem gasta sem pensar e adquire o que não precisa, pode ser a perdição total (…)
Neste caso, o consumismo desenfreado é uma doença. Um dos sinais de desequilíbrio é o alto grau de irritação diante da impossibilidade de comprar.

É verdade!

A facilidade em comprar hoje nos leva a mais gastos principalmente em épocas assim, faltando menos de um mês para o Natal, temos uma desculpa ainda maior para gastar, indubitavelmente o “não pode” muitas vezes gera até um descontentamento emocional afetando diretamente a auto estima.

E o pior, ataque a primeira “sacola” quem ainda não gastou exageradamente quando estava estressada!!

Não nego que fazer comprinhas nesses dias de estress e nervosismo é realmente confortante e parece mesmo suprir a raiva e mágoa dentro da gente, mas isso acaba tão logo guarde o que comprou.

Já parece que estou sentindo uma patologia aqui… Mas também não é assim! Não é porque gastou num presente pra você que esta doente psicologicamente.

Pesquisando descobri que as características do comprador compulsivo vão além de um perfume mais caro, ou de um kit de produtos de cabelos, o consumismo passa dos limites quando não precisa de algo e mesmo assim compra, ou leva coisas repetidas e que não vai usar, faz coleção de produtos e peças, acessórios quando na verdade esta cheia de dívidas pra pagar, ou quando faz empréstimos a troca de comprinhas fazendo isso virar uma “bola de neve” só crescendo a dívida a medida que gasta.

Mas tem diferença entre consumir e ser consumista!

No site Brasil Escola vi uma boa descrição do que é ser consumista e consumidor.
O consumista diferencia-se em grande escala do consumidor, pois este compra produtos e serviços necessários para sua vida enquanto aquele compra muito além daquilo de que precisa.
O consumismo tem origens emocionais, sociais, financeiras e psicológicas que juntas levam as pessoas a gastarem o que podem e o que não podem com a necessidade de suprir a indiferença social, a falta de recursos financeiros, a baixa autoestima, a perturbação emocional e outros.
http://www.brasilescola.com/psicologia/consumismo.htm


Mas, tem solução se esta se achando incontrolável.

A primeira coisa a fazer é deixar outra pessoa responsável pelo controle das contas, isso mesmo, se compra e não paga, o melhor é que alguém te lembre do que precisa pagar no mês e isso funciona, por isso mesmo depois de aceitar que esta gastando demais, guarde seu cartão de crédito (eu faço isso quando minhas continhas estão no limite, para não gastar mais do que posso, cheque e cartões de crédito estão fora da bolsa), cheques, cartões de lojas, é uma reeducação financeira e da certo!

O maior sucesso de uma compra se da ao fato da sua necessidade e dentro das suas possibilidades.

Mesmo vendo promoções e liquidações impressionantes o que vale no contexto geral é saber no que gastar, livre-se da curiosidade e modismo.

Faça uma compra saudável, e que não esteja na frente de outras prioridades como seu próprio bem estar e de sua família.

Beijos

You Might Also Like

6 comentários:

  1. Aí.. isso é tenso..rs.
    Estou conseguindo me controlar ultimamente...rs
    Mas adorei o texto, serve para abrir os olhos..
    Beijão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mari, eu normalmente me controlo, mas daquele jeito né... Tirando o cartão que esta por perto!!

      Beijos

      Eliminar
  2. Oi Lu, o maior problema são as tentações com facilidades de pagamento e muita gente acaba no vermelho por isso!
    Eu compro mais do que preciso, isso é verdade, mas eu tenho um limite mensal de valores que eu mesma me dei para gastar com maquiagem, cremes, perfumes, etc. Dificilmente ultrapasso e nunca parcelo, compro no cartão em 1 vez e só. Se passar um pouco, no mês seguinte eu seguro e equilibro.
    Mesmo com esse "controle", compro muito. A vantagem, é que não fico no vermelho por causa do valor pré-estipulado, mas a desvantagem é que muitos produtos estão ainda em caixas, lacrados e o dinheiro que poderia ter ido para a poupança foi torrado desnecessariamente. Por isso, vez ou outra eu coloco alguns produtos à venda no blog: para liberar espaço e amenizar o meu prejuízo, hehehehe... Bjs
    www.viagensebeleza.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Ana, os empréstimos fáceis, as parcelinhas com aqueles pequeninos preços que nem da pra ver o quanto vale o produto inteiro!!

      E eu acho ótimo seus desapegos! Estou sempre de olho!
      Beijos

      Eliminar
  3. Concordo com a Ana Maria... a facilidade de pagamento "mata"!! Esse negócio de poder dividir em até 12 vezes sem juros é que é a perdição!! A gente vai de pouquinho em pouquinho, e qdo vai ver o total da prestação...affff!! A culpa é do cartão!! rsrsr bjks
    http://clubedocabeloecia.blogspot.com.br

    ResponderEliminar